segunda-feira, junho 25, 2007

CACHORRO GRANDE- Todos os Tempos

Todos os Tempos, novo álbum do CACHORRO GRANDE, parece destinado a acentuar algo que já ocorre desde o primeiro cd: a divisão entre os que adoram o som do grupo e aqueles que consideram o quinteto uma cópia mal acaba de bandas dos anos 60 e do britpop. Tendo encontrado a química certa na formação do grupo(Rodolfo Krieger agora está integrado a banda, musicalmente falando), resultando em composições de todos os integrantes, o CACHORRO está pronto para ocupar seu lugar no cenário mainstream, sem romper com suas raízes independentes. A mistura de BEATLES, STONES, WHO, NEIL YOUNG, SUPERGRASS & PRIMAL SCREAM nunca funcionou tão bem, dando asas a um trabalho maduro de um grupo que não tem medo de dar a cara a bater. Quarto lançamento no carreira da banda, e o segundo pela Deck Disc, Todos os Tempos é a mostra que rock de qualidade não precisa ficar confinado aos pequenos bares(sem demérito a esses locais fundamentais da cultura pop nacional). Você me faz Continuar é uma bela abertura, mostrando uma sonoridade moderna, mas dentro da proposta da banda. Conflitos Existenciais tem nos vocais de Beto Bruno e na guitarra de Marcelo Gross. Roda Gigante, Sandro, Na sua Solidão( em um clima STONES/NEIL YOUNG), Hoje meus Domingos não são mais Depressivos & Quando Amanhecer são outras faixas de destaque neste bom álbum. Enfim, uma banda madura(sem apelar para o discurso do protesto vazio), para quem gosta do bom rock. E não me venha com essa de "rock gaúcho"(estereótipo rídiculo criado por meia dúzia de críticos e bandas sem expressão), pois o CACHORRO GRANDE é rock do bom e só! Boa diversão.

2 comentários:

Transeunte Mentecapto disse...

Ouvi esse álbum novo deles e gostei, mas o meu preferido ainda é o primeiro.

Bean disse...

olá Rogério e Karla!
obrigada pela visita lá no blog.
adorei alguns post que achei aqui.
Ótima dica a da Candie Payne, hein?
E eu juro que vou tentar dar uma enésima chance ao Cachorro Grande. Vcs acertaram qndo dividiram as turmas em os que amam e os que odeiam. Eu não posso ver os "guris" na frente, peguei um abuso difícil de disfarçar... mas vou tentar, juro.
=)